ABISMO

Campanha de Dungeons&Dragons
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Thormuld Horn

avatar

Número de Mensagens : 218
Pontos : 107
Data de inscrição : 16/05/2008
Idade : 42
Localização : a Vastidão

MensagemAssunto: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Sex Maio 16, 2008 1:24 pm

Caro Thanial,

Como bem sabes, já ouviste de mim algumas vezes sobre meus feitos de bra-vura, e sobre como eu, corajosamente, saí do lar de meus ancestrais para buscar honra e fortuna nas terras dos homens. Já ouviste de minha própria boca sobre como sou querido e amado pelos meus, um herói entre meu povo.
Bem, meu velho amigo. Preciso partir, seguindo ordens superiores à minha vontade. Sim, estou os deixando, e antes de ir embora, gostaria que não restassem mais mentiras para macular nossa amizade. Agora saberás de toda a verdade.

Para começar, o nome que recebi do patriarca de meu clã não é Thormuld, e sim Balor, da casa de Khamûl. Nasci no ano de 1.500 da Era do Poder de Hauros, sendo o filho mais velho de meu pai. Tive apenas um irmão, Khalli e era muito apegado a ele. Aprendi cedo o ofício da forja e da mineração. Vivia com todo meu clã em uma mina isolada de Gearhazz. Sobre ela pouco posso falar, pois é um dos grandes segre¬dos de meu povo: o local que minerávamos é o maior veio conhecido de Zirakzigîl, o minério que é conhecido pelos elfos como Evandür, e pelos humanos como Metal Vivo. Sim, toda a produção de Metal Vivo que os Reinos utilizam, e da qual os trovado¬res da espada élficos ficaram tão famosos com seus anéis da regeneração, saiu das minas em que os meus trabalhavam. Como pode imaginar, tudo lá girava em torno das minas. Como todo bom anão, eu era obcecado pelo meu trabalho, e não me importava em saber nada sobre o mundo exterior. Para ser sincero, jamais havia saído para ver a luz do sol.

Até aquele fatídico dia.

Não sabemos o que acontecera, mas o túnel principal da mina ruiu, matando vários trabalhadores, e isolando a mina da cidadela. Rapidamente nosso burgo-mestre convocou uma assembléia, e decidiram por formar um grupo para averiguar o que ha-via ocorrido, usando a segunda passagem. Esta passagem se localizava na superfície. Apesar da minha aversão pelo mundo da superfície, e pela minha covardia, fui esco-lhido para ser membro da comitiva que faria a averiguação, afinal meu pai e meu avô eram muito respeitados (confesso que meu irmão Khalli ficaria muito mais feliz com esta honra do que eu, mas não poderia recusar uma ordem do burgo-mestre). Parti-mos então, quando ainda eram três hora da tarde. Nossa comitiva era composta por dez anões: Gólin, o burgo-mestre; Thormuld, herói de nossa cidadela; Zaraf, mercador e líder do Conselho; Beor, sábio com mais conhecimento da superfície entre todos nós; Gronn, chefe da guarda; Thoriff, o guardião de Gólin; Bahhir, Thariz, e Thrull, guardas da cidadela, e eu.

Caminhamos por umas duas horas, enquanto Beor parava para nos explicar so-bre os detalhes de cada árvore, animal, inseto ou paisagem. Eu havia percebido que Zaraf se distanciara do grupo, mas o comportamento isolacionista do mercador já era conhecido, portanto nem dei muita atenção ao fato.
Foi quando eles caíram sobre nós. Seis trolls, pesadamente armados e bem pro-tegidos. O ataque inicial foi tão brutal e repentino, que Thormuld e Gronn foram aba-tidos sem terem tempo nem de erguerem seus escudos. Recebi um talho que fendeu três das minhas costelas, quase perfurando meu pulmão direito. Caí rolando ribanceira abaixo, desejando estar morto. Creio que fiquei desacordado por algum tempo. Tive forças para me arrastar de volta, e quando subi novamente ao local onde fomos atacados, fui acometido de uma fúria tremenda. Os trolls estavam sobre os corpos dos meus com¬panheiros, rindo e conversando entre si, enquanto mordiam os corpos de meus ami¬gos, arrancando a carne de seus ossos com seus dentes apodrecidos! Não me recordo do combate, e sou sincero o suficiente para dizer que somente a fúria cega e a sorte grande me mantiveram vivo naquele dia. Decapitei um troll de imediato, e revertendo o movimento do machado, estripei outro que estava próximo. Seus aliados, temendo saírem feridos, fugiram desordenadamente. Quando voltei a mim, mantive a presença de espírito para erguer pedras sobre os corpos de meus amigos, antes de voltar para a cidadela.

Duas coisas me intrigavam, porém: primeiro, não encontrei o corpo de Zaraf em lugar algum. Temi que os trolls o houvessem devorado por completo – a dor era tanta que somente consegui raciocinar isso; segundo, entreouvi as criaturas falando duas palavras em meu idioma – pagamento, e adamantine! Isso em muito me intri-gara, mas decidi por discutir isso com os anciãos de meu povo. Fiz a lenta e dolorosa caminhada de volta ao lar, sangrando da lateral do corpo, e arfando terrivelmente. Ao retornar à cidadela, percebi que poucas pessoas estavam nas ruas, e as que me viam, se trancavam em casa, como se tivessem visto um fantasma. Somente quando cheguei até a praça central, que comecei a entender as coisas: lá estava Zaraf, portando o cetro do burgo-mestre, e rodeado por todo o Conselho. Ao me ver, ele disse rapidamente:

“Eu o vira caído junto com os outros, enquanto batalhávamos com os trolls. Balor só pode ter se fingido de morto para evitar o combate! Covarde! Traidor!”

De imediato a multidão começou a repetir os gritos de “Covarde!” e “Traidor!”. Podia sentir a raiva, a tristeza e a frustração de meu pai naquele momento. A desaprovação que eu pude ler nos olhos dele me cortou como lâmina nenhuma do mundo jamais conseguirá.

Zaraf conseguira o poder de uma forma ardilosa e traidora! Tramara com os trolls a morte do burgo-mestre e de qualquer um que pudesse contestar sua liderança, e mesmo mi¬nha repentina aparição fora anulada, fazendo-o parecer um herói ainda maior aos olhos do meu clã.
Para mim, restou apenas a bile amarga na garganta, por conhecer bem qual o destino sofrido por aqueles que são julgados de traidores do seu próprio povo:


O exílio.


Ninguém em minha casa dirigiu a palavra para mim, com exceção de meu irmão. Juntei minhas coisas, lavei e costurei minha ferida, e me preparei para partir. Khalli ficou comigo o tempo todo, chorando enraivecido, pois ele tinha certeza absoluta de que aquilo era um engano. Contei todo o ocorrido para ele, e disse para ele tomar conta de nosso pai, pois temia alguma represália de Zaraf. Meu irmão me surpreendera então, e me dera sua parte da nossa herança, já que eu ficaria sem minha parte: um bloco maciço de Zirakzigîl! Sim, Thanial, aquilo que você sempre me via carregando na verdade é um tesouro inestimável para os humanos, e toda a herança que resta de Balor Khamûl.

Mas enfim, vaguei sem rumo pela Vastidão por um bom tempo. Evitava o contato com as pessoas, pois estava extremamente irritado e arredio. Meus ferimentos se curaram sozinhos, com o tempo. Após um período de tempo que não me recordo, terminei por chegar nas fronteiras de Nen Valanir. Para encurtar o que poderia se tornar uma narrativa enfadonha para você, um humano de vida curta, passei trinta anos entre os elfos. Fui acolhido em uma de suas cidades. Trabalhava na forja para eles, e era instruído nos costumes e tradições dos outros povos, mas principalmente, do Povo Belo! Minha admiração pelos elfos é sem par por causa disso. Nesses trinta anos recebi muitos conselhos dos elfos, e terminei por enterrar minha amargura, junto com todo o meu passado. Recebi a cura sob a sombra dos carvalhos e das faias.

E foi só depois de receber essa cura que percebi que sentia uma saudade tremenda dos salões sob-a-montanha. Foi então que, aconselhado por um grande amigo de nome Arthiis, retornei para o meu povo. Claro que não voltei para minha terra natal, jamais poderei voltar a pôr meus pés lá. Fui para Gearhazz, e me alistei no exército de lá. Passei a ter uma vida simples e metódica, vivendo em uma casa simples e confortável, porém acolhedora. Tenho por ambição me igualar ao nosso maior general, o grande Thorenn Macerador de Ossos.

Estava servindo no exército, quando algo estranho ocorrera. O Machado dos Regentes Anões, que ficava na grande sala do trono, desaparecera subitamente! Nossa maior relíquia, repassada desde nosso primeiro ancestral, sumira sem deixar vestígio. Sábios, sacerdotes e adivinhos tentaram descobrir o local onde o Machado poderia estar, sem ter êxito. Foi então que o Rei Sob a Montanha decidira enviar soldados para os quatro cantos das terras conhecidas, em busca de nossa relíquia. O desaparecimento de nossa relíquia, assim como os rumores da Praga o deixaram muito preocupados. Bem amigo, eu sou um destes soldados. E acabei de ser informado de que possivelmente há uma pista nas terras da vastidão. Parti hoje cedo, acompanhando uma caravana militar que se dirige para os belicosos reinos de seu povo. Sinto por me despedir assim de você, mas não tive coragem de dizer pessoalmente todas essas verdades.

Envie minhas maiores estimas aos nossos aliados, mas por favor, não conte nada de minha verdadeira história para eles. Assim que for possível, enviarei notícias.

Que sua mira continue sempre certeira, velho líder.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mirallatos
Admin
avatar

Número de Mensagens : 437
Pontos : 223
Data de inscrição : 27/03/2008
Idade : 33
Localização : Profundezas da Colina dos Corvos

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Sex Maio 16, 2008 3:15 pm

Salvete Sodales!

Muito boa sua história, principalmente pelas pontas soltas que podem ser fisgadas muito bem na campanha. Não me limito em dizer que um futuro perigoso aguarda esse pesonagem...

Que todos os deuses o protejam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://abismorpg.blogspot.com
Oldul

avatar

Número de Mensagens : 460
Pontos : 227
Data de inscrição : 17/05/2008

MensagemAssunto: Bacana!!!!   Ter Maio 20, 2008 12:29 pm

Muito top a historia do anão, Ataualpa, pq vc naum poe ela lá no blog.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mirallatos
Admin
avatar

Número de Mensagens : 437
Pontos : 223
Data de inscrição : 27/03/2008
Idade : 33
Localização : Profundezas da Colina dos Corvos

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Ter Maio 20, 2008 7:36 pm

Eu gostaria terminar aquela parte do conto, a parte II.

Feita a continuidade, posto lá.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://abismorpg.blogspot.com
Thormuld Horn

avatar

Número de Mensagens : 218
Pontos : 107
Data de inscrição : 16/05/2008
Idade : 42
Localização : a Vastidão

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Sex Maio 23, 2008 11:39 am

Grato pelos elogios. Aguardem para breve um upgrade no histórico, assim como um diário de campanha do Thormuld. cheers

Ataualpa, gostaria de ajudar a desenvolver os Reinos, auxiliando na parte dos anões. Se você me permitir, estarei deseenvolvendo algumas palavras, mitos e superstições, para enriquecer a campanha e o meu personagem, assim como os Reinos.

Posso??? tongue
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mirallatos
Admin
avatar

Número de Mensagens : 437
Pontos : 223
Data de inscrição : 27/03/2008
Idade : 33
Localização : Profundezas da Colina dos Corvos

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Sex Maio 23, 2008 2:37 pm

Sem sombra de dúvida, meu caro!

Fico feliz, isso me da gás para com os preparativos das aventuras.

Sinta livre para criar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://abismorpg.blogspot.com
Thormuld Horn

avatar

Número de Mensagens : 218
Pontos : 107
Data de inscrição : 16/05/2008
Idade : 42
Localização : a Vastidão

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Ter Maio 27, 2008 1:09 pm

Opa.

Aguarde para breve um upgrade no meu background, meu jornal de guerra do anão viajante, e superstições e palavras do dialeto anão. study
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Oldul

avatar

Número de Mensagens : 460
Pontos : 227
Data de inscrição : 17/05/2008

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Qua Maio 28, 2008 5:58 pm

eu queria ter uma assinatura dessa do ABISMO pra mim, personalizada
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thormuld Horn

avatar

Número de Mensagens : 218
Pontos : 107
Data de inscrição : 16/05/2008
Idade : 42
Localização : a Vastidão

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Qua Maio 28, 2008 11:49 pm

Uai, me envia uma imagem do Oldul, e o nível dele, e deixa o resto comigo. Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Auran

avatar

Número de Mensagens : 376
Pontos : 125
Data de inscrição : 16/05/2008
Idade : 32

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Sex Jun 13, 2008 12:16 am

Seu personagem é acanhado. Se fosse um cabeça quente tinha xingado todo mundo e fugido até o local do combate e, lá chegando, encontrariam os trolls decapitados. Assim a história do mercador ia por água abaixo. Ou pelo menos parariam para te escutar... Mas quem é que faz anão carismático anyway???

Meu próximo personagem vai ser desse arruaceiros que causam comoção. Vou fazer curso intensivo com o Fábio que é especialista nisso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Oldul

avatar

Número de Mensagens : 460
Pontos : 227
Data de inscrição : 17/05/2008

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Seg Jun 16, 2008 4:25 pm

uhauhauahuahuah poh, eu não sou arruaceiro naum, talvez o oldul seja um "pouquito", but not me!!!!! (eu acho)

Bem..... de qualquer forma..... Só falo na presença de meus advogados! afro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thormuld Horn

avatar

Número de Mensagens : 218
Pontos : 107
Data de inscrição : 16/05/2008
Idade : 42
Localização : a Vastidão

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Qui Jun 19, 2008 1:02 pm

Pois é, Auran. Meu carisma tem o alcance do meu machado, e não passa disso! Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Auran

avatar

Número de Mensagens : 376
Pontos : 125
Data de inscrição : 16/05/2008
Idade : 32

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Qui Out 09, 2008 2:07 pm

O que o Auran pensa sobre o Thormuld...

"- Ele é um anão, e como todo anão se excede na capacidade de utilizar um machado, pelo que sei também sabe forjar muito bem. Sua personalidade me parece bem paterna com relação aos amigos e é bastante corajoso. Ainda não discutimos nada importante mas o que discutimos pareceu educado o bastante para aceitar opiniões. Também já demonstrou um pouco de medo por aquilo que seu machado não pode matar, mas nem por isso deu as costas e correu. Apesar de ser um pouco recluso quanto ao seu passado ele é um bom companheiro para se ter ao lado ao explorar uma masmorra ou em uma batalha."

Acho que é isso. Nossos personagens não conversaram muito então difícil ele ter uma opinião mais detalhada... Foi justamente por isso que postei aqui primeiro ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mirallatos
Admin
avatar

Número de Mensagens : 437
Pontos : 223
Data de inscrição : 27/03/2008
Idade : 33
Localização : Profundezas da Colina dos Corvos

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Qui Out 09, 2008 7:30 pm

Bacana mesmo. Cara, como eu fico feliz de ver a interaçao que o fórum ta começando a proporcionar. Mais feliz ainda de ver o pensamento de cada personagem sobre os companheiros.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://abismorpg.blogspot.com
Thormuld Horn

avatar

Número de Mensagens : 218
Pontos : 107
Data de inscrição : 16/05/2008
Idade : 42
Localização : a Vastidão

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Sex Out 10, 2008 11:18 am

Também gostei. Sabadão postarei os meus. ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thormuld Horn

avatar

Número de Mensagens : 218
Pontos : 107
Data de inscrição : 16/05/2008
Idade : 42
Localização : a Vastidão

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Qua Jul 22, 2009 4:33 pm

Novidades do Yuri, como jogador.

Bem, meus caros. Saiu o resultado do exame de saúde da minha esposa, e foi dos piores. Segundo o médico, é um tumor maligno que talvez já tenha se alastrado para outros órgãos além do útero.

Ele mandou fazer um exame a mais, para confirmar o estado dos órgãos restantes, para depois marcar a cirugia de extração.

Elaine não confiou muito na cara nem no tratamento do sujeito, e queremos uma segunda opinião. Vamos ver se conseguimos fazer um plano de saúde, para pelo menos não ficar na dependência do SUS, e etc. e tal.

Estou contando isto por vários motivos:

Um, porque vocês são meus amigos daqui, com quem converso, e conto nas horas boas e ruins.
Dois, porque devido a isso, eu vou estar passando mais do meu tempo livre junto com minha esposa. Não vou sair da campanha (de jeito nenhum), mas vou passar mais tempo com ela, em casa, a levando pra passear e pra distrair a cabeça. Se der, e quando der, estarei jogando e mestrando, mas até isso se resolver, primeiro as prioridades.

Valeu, meus amigos, e muita luz (e principalmente saúde) para todos nós.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Oldul

avatar

Número de Mensagens : 460
Pontos : 227
Data de inscrição : 17/05/2008

MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   Qua Jul 22, 2009 9:32 pm

Yuri,

Tem todo meu apoio, e qualquer coisa que precisar, mas pra qualquer coisa mesmo é sow avisar, a medida do possivel estou pronto pra ajudar. Muitas melhoras para a Elaine e vou estar aqui torcendo para que ela melhore logo.

Abraços
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
PJ - Thormuld Horn, Huryn de Gearhazz
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» O Presente

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
ABISMO  :: Campanha :: Personagens-
Ir para: